Lirismos de Quinta – 08/12/2011

8 dez

Do livro Sonetos, da poetisa portuguesa Florbela Espanca, Ed. Biblioteca Ulisseia de autores portugueses, 2002. Pág. 153.

Esquecimento – Florbela Espanca

Esse de quem eu era e que era meu,
Que foi um sonho e foi realidade,
Que me vestiu a alma de saudade,
Para sempre de mim desapareceu.

Tudo em redor então escureceu,
E foi longínqua toda claridade!
Ceguei… tacteio sombras… que ansiedade!
Apalpo cinzas porque tudo ardeu!

Descem em mim poentes de Novembro…
A sombra dos meus olhos, a escurecer…
Veste de roxo e negro os crisantemos…

E desse que era meu já me não lembro…
Ah! a doce agonia de esquecer
A lembrar doidamente o que esquecemos!…

Anúncios

Uma resposta to “Lirismos de Quinta – 08/12/2011”

  1. Deco 24/09/2012 às 18:04 #

    Adoro quando reencontro algo que a muito tempo dei a alguém. Nem sabia que tinhas gostado tanto assim desse soneto!

    Beijos, beijos.

Deixe seu comentário indecente:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: