Archive by Author

Estréia hoje!

31 mar

Daqui a pouquinho, às 20h, acontece aqui em Belo Horizonte a estréia de Aterro, primeiro longa-metragem dirigido pelo produtor audiovisual (e belo-horizontino) Marcelo Reis. O documentário parte da história de sete mulheres pioneiras da reciclagem de lixo em Belo Horizonte, que relatam suas experiências dentro do extinto lixão do Morro das Pedras nos idos de 1960, mostrando como se tornaram verdadeiras especialistas no assunto de gestão de resíduos. Diante da discussão sobre o atual e controverso sistema de aterragem, é um longa que tem muito a acrescentar a todos nós, produtores de lixo.

A estréia está marcada para as 20h de hoje (quinta-feira), no Cine Humberto Mauro (Palácio das Artes – Av. Afonso Pena, 1.537 – Centro), e a entrada é franca. Os ingressos serão retirados meia hora antes da sessão (às 19h30) e, em caso de lotação, haverá uma reprise logo em seguida, às 21h30.

Um documentário do interesse de todos e para todos.


ATERRO | Landfill

HD, 72 min, 2011

Direção: Marcelo Reis
Co-pesquisa e co-produção: Patrícia Vieira (Produtora Postura Digital)
Fotografia: Guilherme Reis

Site oficial: www.aterrodoc.com
Produtora: www.baguliumloquoest.com
Twitter: twitter.com/baguliumloquo

Gênese em 8-bit

11 dez

Se fosse assim tão fácil, divertido e bonito, até eu animaria em dar uma de Deus de vez em quando. Com a possibilidade de explodir tudo no final, então…

A animação é de Mareike Ottrand, com música e efeitos sonoros de Daniel Brenner. Muito bacana!

Estereoscópio – Toy Story + O Iluminado

24 nov

O Estereoscópio da vez é bem sutil – e não duvido que tenha sido proposital. Adorei. Apenas observe…

Toy Story (1995), filme em animação produzido pela Pixar

+

O Iluminado (1980), dirigido por Stanley Kubrick

(via)

Estereoscópio – O Iluminado + “The Colouring”

8 nov

Essa é facílima. Claro que seria muito mais divertido deixar o leitor descobrir sem evidenciar a ligação, mas tudo bem. Só não dou parabéns pra quem perceber porque já soprei a resposta…

O Iluminado (1980), dirigido por Stanley Kubrick,
baseado no livro homônimo de Stephen King

+

“The Colouring”, animação de Dan Britt e Joseph Pelling

Como Existir por um Dia

24 out

(clique para ampliar)

Essa é do Luke Pearson, um ilustrador freelancer britânico que tem vários outros quadrinhos que valem a pena serem mostrados. Com o tempo eles deverão aparecer aqui no blog – mas, se você for curioso, pode dar uma olhadinha nos trabalhos dele aqui.

Feliz 70 anos, Lenny

9 out

Só pra não deixar o dia passar em branco. A pintura é de Leonid Afremov.

John Lennon - óleo sobre tela

E, pra quem ainda não viu, uma nota: como sempre, o Google também preparou uma surpresinha com o primeiro doodle em vídeo da história da empresa, que está no ar desde ontem. Vale conferir.

18/09/1970 – parte 2

18 set

O segundo aniversário de 40 anos do dia, também fazendo referência a clássicos do mundo da música, é do álbum Paranoid, do grande Black Sabbath.

Surgindo apenas 7 meses após o álbum de estréia da banda (o epônimo Black Sabbath, lançado em fevereiro do mesmo ano), Paranoid atingiu o topo das paradas britânicas e é comumente citado como o maior trabalho do conjunto (não é mera coincidência que também tenha sido o mais vendido) e o melhor álbum de heavy metal de todos os tempos. Nele se encontram algumas das músicas mais populares de toda a história da banda: “Paranoid”,  “Iron Man” e “War Pigs” – músicas essas que tenho certeza de que mesmo o leitor menos entusiasmado pelo gênero das mesmas provavelmente consegue reconhecer.

“Paranoid” (1970)

1. War Pigs
2. Paranoid
3. Planet Caravan
4. Iron Man
5. Electric Funeral
6. Hand of Doom
7. Rat Salad
8. Fairies Wear Boots

Mesmo tendo sido alvo de grandes críticas na época de seu lançamento, o álbum conseguiu consolidar-se como um dos mais influentes e de maior importância para o crescimento do heavy metal, indo além da atmosfera sombria e letras obscuras. Ouçam e deliciem-se.