Tag Archives: adriana calcanhotto

Semana da MPB no EV! – Sexta-feira (08/10/10)

8 out

Outra geração, outras vozes, outras pretensões, outros tons, outras formas de pensar e, principalmente, outros lirismos.

Cazuza canta Solidão que nada, de Nilo Romério, George Israel e Cazuza

Adriana Calcanhotto canta Uns versos, de sua autoria

(Tive de trocar o vídeo, pois Metade estava com defeito!)

Bebel Gilberto canta Momento

Arnaldo Antunes canta Longe, de Betão Aguiar, Marcelo Jeneci e Arnaldo

Marisa Monte canta Não é fácil, de Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown e Marisa


Lirismos de Quinta – 02/09/2010

2 set

Em minha primeira contribuição para o Lirismos de Quinta, publico um poema escrito por Adriana Calcanhotto e Waly Salomão. A versão a seguir é a musicada por Adriana e lançada em 2008, no disco Maré. A cantora conta que ela e o poeta nunca conseguiam chegar a um consenso de quando o poema estaria terminado. Para o lançamento do CD, Adriana resolveu utilizar a parte escrita até aquele momento. Waly, ainda insatisfeito, continuou a escrevê-lo. Após sua morte, foi publicado o poema orginal, mas acrescido de mais alguns versos. Será que Waly ainda teria algo a dizer sobre Teu Nome Mais Secreto?

“Só eu sei teu nome mais secreto
Só eu penetro em tua noite escura
Cavo e extraio estrelas nuas
De tuas constelações cruas

Abre-te Sésamo! – brado ladrão de Bagdá

Só meu sangue sabe tua seiva e senha
E irriga as margens cegas
De tuas elétricas ribeiras,
Sendas de tuas grutas ignotas

Não sei, não sei mais nada.
Só sei que canto de sede dos teus lábios
Não sei, não sei mais nada.”

Partimpim Dois é Show!

4 abr

"...O amor roeu minha infância, de dedos sujos de tinta..." João Cabral de Melo Neto

Compensando a ausência de meus colegas blogueiros, que, neste feriado chuvoso e neuroticamente angustiado, estão dedicando-se a atividades estranhamente nobres como fotografar, com uma poesia ligeiramente mórbida, os restos de uma cidade perdida em seu passado infantil, buscando imagens dignas de um livro de Ítalo Calvino; ou estudar Física com o pai, tentando entender questões de extrema importância, como a inércia dos corpos e por que alguém estuda Física em um feriado chuvoso com o pai.

Bem, vamos ao que realmente interessa, queridos leitores. Estou falando do mais que fantástico show que acontecerá em nossa querida e badaladíssima BH: Partimpim Dois é Show!

Nossa adorada Adriana Partimpim resolveu sair, mais uma vez, do inconsciente fantástico de Adriana Calcanhotto e preparou um álbum especial, com músicas interessantíssimas. Agora, Partimpim vem a nossa cidade mostrar, ao vivo, seu trabalho. Com delicioso projeto gráfico, o álbum está lindo! Adquiram já o seu e preparem-se para cantar, acompanhados de centenas de crianças, no Palácio das Artes!

O show acontecerá nos dias 1 e 2 de Maio, com ingressos que variam de 120 (60 meia) a 80 (40 meia) reais.

Para encantar ainda mais às crianças e adultos que vão assistir ao show, o cenário contará com móveis e objetos gigantes, que complementarão a atmosfera de redescoberta da melhor fase da vida!

Preparem seus corações, olhos e cordas vocais, porque Partimpim Dois vai ser Show!

Espero vocês lá! (Eu serei aquele na Platéia I, setor central, PRIMEIRA FILEIRA (morram de inveja!), gritando igual a um louco elogios exaltados)

Essa foi mais uma contribuição d’A Última Flor do Lácio, sem a qual, não sei se vocês perceberam, este blog não existiria! Palmas para ela! (Ô pessoa que eu amo, viu, sô!)