Tag Archives: centro de arte contemporânea e fotografia

Pra sentir o gostinho da 29ª Bienal de SP

19 jan

É triste ver que BH está longe de sediar eventos grandes. Principalmente aqueles eventos culturais que trazem um pouco de polêmica na bagagem. Um dos eventos mais comentados do ano de 2010, no cenário cultural foi a 29ª Bienal de São Paulo. Na verdade, chegamos até a colocar algumas imagens aqui. Tamanho foi o sucesso do evento, que uma parceria entre as Fundações Clóvis Salgado e da Bienal de São Paulo trazem até Belo Horizonte uma seleção de obras presentes no evento, dando-nos a chance de sentir o gostinho daquilo que foi a Bienal (além de ser uma oportunidade pra quem já viu rever as obras). Com cerca de 190 obras de 35 artistas de vários lugares do mundo —entre eles Jean-Luc Godard, Carlos Garaicoa, Gil Vicente, Hélio Oiticica, Lygia Pape e Matheus Rocha Pitta e outros—, a 29ª edição da Bienal propõe uma reflexão acerca do cenário político, discutindo sua relação com a arte.

A exposição está no Palácio das Artes, e ocupa galerias e espaços diversos, como hall de entrada, passeio e Cine Humberto Mauro, além do Centro de Arte Contemporânea e Fotografia. Com curadoria de Moacir dos Anjos e Agnaldo Faria, as obras selecionas estarão em exposição de 18 de Janeiro a 20 de Março, de terça-feira a sábado de 9h às 21h e domingo de 16h às 21h. A entrada é franca. Quem quiser mais informações pode ligar no telefone (31) 3236-7400 ou então acessar a página da Fundação Clóvis Salgado.

Há também disponível, uma lista das obras selecionadas. Quem quiser ver é só clicar aqui.

(Indicação do Rafael Reis)

Onde a Água encontra a Terra

8 jun

Curador de Onde a Água encontra a Terra conversa com o público sobre arte contemporânea e fotografia

O Centro de Arte Contemporânea e Fotografia (Av. Afonso Pena, 737, Centro), do qual tanto já falamos por aqui, cede seu espaço para mais um evento gratuito. Paulo Herkenhoff, curador da Bienal de São Paulo, se propõe a falar um pouco sobre os trabalhos dos três fotógrafos expostos atualmente no Centro (a americana Carol Armstrong e os brasileiros Fernando AzevedoLeonardo Kossoy) e a proposta da exposição.

“As 53 obras estabelecem nexos da presença da água na fronteira com a terra, marcantes na produção de cada um deles. Rio, mar, oceano, chuva, piscina ou poça. Praia, muro, ilha, ponte, represa, piscina ou calçada. Em Onde a Água Encontra a Terra dá sentido a cada imagem e ao conjunto delas, passando pela filosofia, pela literatura e pela história da arte.”

O bate-papo começa às 19hs de amanhã, quarta-feira (09/06/10), mas a exposição fica no CACF até o dia 27 de junho.

Otto Stupakoff inaugura novo espaço artístico

28 fev
Composições simples, mas bem calculadas são destaque nas fotos de Otto

Quem se lembra do espaço do Instituo Moreira Salles lá na Avenida Afonso Pena, 737? Pois bem, a galeria, que já abrigou exposições fotográficas interessantíssimas, pertence hoje à Fundação Clóvis Salgado que, há cerca de um mês, a incorporou. 

Para comemorar a incorporação, assim como os recém-completos 40 anos da Fundação, estão sendo expostas 70 obras do fotógrafo brasileiro Otto Stupakoff. Otto foi um grande mestre do preto-e-branco – embora tenha trabalhado com cores, também – e expoente da fotografia de moda, não só nacional, como também mundial. Tendo fotografado para gigantes como Vogue, Elle, Stern, Marie Claire, Cosmopolitan, Harper’s Bazaar, Life e Look Magazine, ficou famoso também pelos cliques de personalidades, de Jack Nicholson a Tom Jobim. 

A exposição ficará em cartaz até o dia 21 de Março no novíssimo Centro de Arte Contemporânea e Fotografia, que dispõe de 312 metros quadrados em galerias e, posteriormente, ganhará ateliês, estúdios e salas multimídia. O Centro funciona de terça-feira a domingo, das 12h às 19h e a entrada é franca. Mais informações aqui

 

  

Uma amostra de seu trabalho em cores