Tag Archives: chanel

O poder do Preto e Branco

16 mar

O arcaico B&W (que, na verdade, nunca envelhece) distancia a fotografia do real porque não reproduz coloração com a fidelidade que hoje atingimos através de uma digital e um programa de correção de luz e cor. No entanto, a fotografia em preto e branco tem propriedades de contraste que lhe são extremamente particulares e que acabam por conferir-lhe nitidez, dramaticidade ou vivacidade ímpares.

Um bom lugar para comprovar essas afirmações é o site (que mais parece um tumblr) Black and White Soup. Lá podemos encontrar um estoque aparentemente ilimitado de fotografias e .gifs extremamente interessantes e, claro, apenas em preto e branco. Estão distribuídas aleatoriamente fotos famosas de grandes fotógrafos, screenshots de filmes, fotos de anônimos perdidas na rede, flagras de momentos descontraídos de grandes personalidades e fotos clássicas dos primórdios da arte de congelar a luz. Merece, inclusive, uma pequena amostra como a que coloco a seguir:

P.S.: depois dessa última foto, talvez eu assista ao próximo filme do Crepúsculo, viu.

A Chanel do século XXI

31 jan

Talvez visando atrair o olhar do público jovem para todo o glamour e requinte que a marca sempre inspirou, a Chanel surpreendeu com uma propaganda de cosméticos. O vídeo-conceito utiliza trilha eletrônica e requintado stop motion, sem esquecer da elegância de símbolos clássicos, como a piteira, e dos símbolos modernos, como os robôs. Uma mistura interessante que deu certo. A direção é de Peter Philips.

(Dica do queridíssimo blog Smelly Cat!)

 

Marion x 3

18 maio

O leitor talvez se lembre de quando falamos aqui sobre a parceria entre Marion Cotillard, Franz Ferdinand e  a  marca Dior (se não lembra, venha aqui). Na ocasião, não cheguei a mencionar que aquele consistia apenas no segundo vídeo produzido pela Maison Dior com Marion, a atual Lady Dior. O primeiro não é um vídeo-clipe como o segundo, mas sim um curta-metragem dirigido por Oliver Dahan e intitulado The Lady Noir Affair que pode ser assistido abaixo:

O terceiro capítulo desta saga de publicidade e cinema foi lançado recentemente sob o curioso título de Lady Blue Shangai, em que Marion figura na maior cidade da China. O destaque deste novo curta (que tem o dobro da duração do primeiro: 16min. contra 8min.) vai, no entanto para a direção. David Lynch, diretor de sucesso que carrega um histórico de propagandas para outras marcas de alta-costura e perfumaria, é creditado não só como diretor, mas também como roteirista e produtor da trilha sonora. Avalie você mesmo o trabalho do cara:

Não sei se é forçar demais a barra, mas propagandas assim tão elaboradas e caras acabam sempre me lembrando aquele famoso (supostamente, a propaganda mais cara da história) comercial do Chanel Nº 5 em que Nicole Kidman tem como par romântico o brasileiro Rodrigo Santoro.

Coco antes de Chanel e depois de todos os outros lugares do mundo

28 fev

Estreou, finalmente, em Belo Horizonte o filme que “conta a história” da estilista mais famosa da história. Coco antes de Chanel (Coco Avant Chanel) foi, como era de se esperar, motivo de polêmica na crítica devido ao fato de salientar apenas os aspectos positivos da vida de Chanel, ocultando, por exemplo, seu envolvimento com nazistas. Algo que, convenhamos, também era mais que esperado. O filme, contudo, não deixa de ser uma opção interessante no cinema. Com a direção de Anne Fontaine e sendo protagonizado pela eterna Amélie Poulain, Audrey Tautou, o filme está em cartaz na maioria dos cinemas de B.H.

Abaixo, trailer legendado e o comercial do queridinho Chanel Nº5 que estrela Audrey Tautou também, embora não mais no papel de Coco.