Tag Archives: stanley kubrick

Por trás das câmeras

21 set

O EV! fez uma seleção de algumas cenas incríveis de filmes que a gente adora e que são de uma época em que os sets e cenários eram feitos a mão e os efeitos especiais eram mecânicos:

Rebelde Sem Causa

A atriz Brigitte Helm como Parody, ou Ultima, ou Futura, ou Robotrix… Em Metrópolis, de Fritz Lang

Réquiem Para um Sonho

Os Pássaros

Auto retrato de Kubrick e sua filha no set de O Iluminado

Fausto, de 1926

Os Caça Fantasmas

Conexão Francesa e uma das cenas de perseguição mais incríveis da história

Dustin Hoffman sendo o Dustin Hoffman no set de Maratona da Morte

O Poderoso Chefão

Dr. Fantástico

2001: Uma Odisséia no Espaço

Títulos dos filmes nos próprios filmes

14 jun

Lembrando o episódio de Family Guy em que Peter narra o seu entusiasmo ao se deparar com o título do filme sendo citado no próprio filme, este vídeo nos presenteia, em dois minutos, com oitenta títulos:

Eles passam muito rápido, mas segue aqui a lista se você quiser acompanhar:

1. The Dark Knight (Batman: O Cavaleiro das Trevas)
2. Top Gun (Ases indomáveis)
3. Dirty Harry (Perseguidor implacável)
4. Back to the Future (De Volta Para o Futuro)
5. Groundhog Day (Feitiço do Tempo)
6. Beetlejuice (Os Fantasmas se Divertem)
7. Blade Runner
8. Face/Off (A Outra Face)
9. Full Metal Jacket (Nascido Para Matar)
10. Rushmore (Três é Demais)
11. The Big Lebowski (O Grande Lebowski)
12. Dead Man Walking (Os Últimos Passos de um Homem)
13. Con-Air (Con-Air: a Rota da Fuga)
14. Men In Black (MIB – Homens de Preto)
15. Raging Bull (Touro Indomável)
16. Bruce Almighty (Todo Poderoso)
17. Fight Club (Clube da Luta)
18. Pineapple Express (Segurando as Pontas)
19. Taxi Driver
20. The Princess Bride (A Princesa Prometida)
21. Some Like it Hot (Quanto Mais Quente Melhor)
22. Space Jam (O Jogo do Século)
23. Starter for Ten
24. Step Brothers (Quase Irmãos)
25. The Man Who Shot Liberty Valance (O Homem que Matou o Facínora)
26. Super Mario Bros.
27. The Aviator (O Aviador)
28. Eternal Sunshine of the Spotless Mind (Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças)
29. The Breakfast Club (Clube dos Cinco)
30. Shutter Island (A Ilha do Medo)
31. A Serious Man (Um Homem Sério)
32. The Last King of Scotland (O Último Rei da Escócia)
33. District 9 (Distrito 9)
34. Big Fish (Peixe Grande e suas Histórias Maravilhosas)
35. The Warriors (Os Selvagens da Noite)
36. Training Day (Dia de Treinamento)
37. United 93 (Voô United 93)
38. Vertigo (Um Corpo Que Cai)
39. Wrongfully Accused (O Foragido)
40. Doubt (Dúvida)
41. Ocean’s Eleven (Onze Homens e um Segredo – dito em Doze Homens e Outro Segredo)
42. In Bruges (Na Mira do Chefe)
43. Amadeus
44. Rear Window (Janela Indiscreta)
45. Police Academy (Loucademia de Polícia)
46. Inception (A Origem)
47. Repo Man (Os Coletores)
48. Sunset Boulevard (Crepúsculo dos Deuses)
49. Chasing Amy (Procura-se Amy)
50. Lethal Weapon (Máquina Mortífera)
51. K-Pax (K-Pax – O Caminho da Luz)
52. Avatar
53. Iron Man (Homem de Ferro)
54. Ed Wood
55. Ghost
56. Tootsie
57. The Fifth Element (O Quinto Elemento)
58. Four Lions
59. The Exorcist (O Exorcista)
60. Jurassic Park
61. Twelve Monkeys (Os 12 Macacos)
62. The Green Mile (À Espera de um Milagre)
63. Dead Men Don’t Wear Plaid (Cliente Morto Não Paga)
64. The Prestige  (O Grande Truque)
65. The Wicker Man (O Homem de Palha)
66. Little Miss Sunshine (Pequena Miss Sunshine)
67. True Grit (Bravura Indômita)
68. 3:10 to Yuma (Os Indomáveis)
69. The Weather Man (O Sol de Cada Manhã)
70. Space Chimps (Micos no Espaço)
71. Girl, Interrupted (Garota, Interrompida)
72. The Minority Report (A Nova Lei)
73. Double Indemnity (Pacto de Sangue)
74. The Matrix
75. Gone Baby Gone (Medo da Verdade)
76. The Mystery Team
77. Miller’s Crossing (Ajuste Final)
78. Total Recall (O Vingador do Futuro)
79. Cocoon
80. They Shoot Horses, Don’t They? (A Noite dos Desesperados)

“Did you hear? Oh, that’s why they called that!”

Chicago: uma cidade de contrastes

6 abr

Poucas pessoas sabem, mas o monstro do cinema Stanley Kubrick (2001 Uma Odisseia no Espaço, Laranja Mecânica, O Iluminado) era um fotojornalista de sucesso. No verão de 1949 a revista Look (para a qual entrou ainda adolescente) lhe enviou a Chicago para fotografar a cidade sob a temática Chicago City of Contrasts. O resultado:

Existiu alguma coisa que esse cara não fizesse eximiamente bem? Mais fotos aqui.

Estereoscópio – Toy Story + O Iluminado

24 nov

O Estereoscópio da vez é bem sutil – e não duvido que tenha sido proposital. Adorei. Apenas observe…

Toy Story (1995), filme em animação produzido pela Pixar

+

O Iluminado (1980), dirigido por Stanley Kubrick

(via)

Estereoscópio – Laranja Mecânica + The White Stripes

13 set

Laranja Mecânica, dirigido por Stanley Kubrick, baseado no livro homônimo de Anthony Burgess

+

Seven Nation Army, do álbum lançado em 2003 do The White StripesElephant

O sentido da vida, por Stanley Kubrick

13 ago

Vi essa há algum tempo, lá no Trabalho Sujo.

Num certo momento durante uma entrevista concedida a Eric Nordern para a Playboy, em 1968, eis que o cineasta revela:

_

Aos não-entusiastas da língua inglesa, arrisquei meus dotes linguísticos na tradução a seguir. Aproveitem (e, aos entusiastas, não se acanhem em apontar possíveis erros).

PLAYBOY: Se a vida é tão sem propósito, você acha que vale a pena viver?
KUBRICK: Sim, para aqueles que conseguem, de alguma forma, lidar com a nossa mortalidade. A falta de sentido da vida força o homem a criar seu próprio significado. As crianças, é claro, iniciam suas vidas com um senso de admiração imaculado, uma capacidade de experimentar o gozo total  em algo tão simples quanto o verde de uma folha; mas à medida que crescem, a consciência da morte e da decadência começa a invadir suas mentes e a subitamente erodir sua joie de vivre¹, seu idealismo – e sua suposta imortalidade. À medida que uma criança amadurece, ela vê morte e dor em todos os lugares, e começa a perder a fé na bondade suprema do homem. Mas, se ela for razoavelmente forte – e sortuda – ela pode emergir desse crepúsculo da alma para um renascimento do élan² vital. Tanto por causa de, e apesar de sua consciência quanto à falta de sentido da vida, ela pode forjar um novo sentido de propósito e afirmação. Ela pode não conseguir recuperar o mesmo sentimento puro de admiração com o qual nasceu, mas ela pode dar forma a algo muito mais duradouro e sustentável. O fato mais assustador a respeito do universo não é que ele seja hostil, mas que seja indiferente; porém, se pudermos entrar em acordo com essa indiferença e aceitar os desafios da vida dentro dos limites da morte – por mais que o homem possa fazê-los mutáveis -, nossa existência como espécie pode ter um significado genuíno e satisfatório. Por mais vasta que seja a escuridão, nós devemos nos fornecer luz própria.

¹ joie de vivre – do francês joie, “alegria, prazer”; de, “de”; vivre, “vivo, viver” – “alegria de viver”
² élan – “elã”; impulso, entusiasmo, disposição, ímpeto, força.

Cubo de Kubrick

4 ago

A combinação perfeita de duas coisas que eu amo: o Cubo Mágico e o cinema do Kubrick:

Arte de Quarter to Four.